ePrivacy and GPDR Cookie Consent management by TermsFeed Privacy Policy and Consent Generator

Blog

Viabilidade do Negócio: 4 indicadores que você precisa prestar atenção

30 de setembro de 2021

Abrir o próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros atualmente. Segundo relatório divulgado pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), divulgado em 2020, com dados de 2019, empreender ocupa o quarto lugar na lista de desejos dos brasileiros. Porém, com o sonho de empreender, também chegam muitos desafios, como a viabilidade econômica. Dado que desperta a curiosidade e o medo de muitos futuros empreendedores. Afinal, sempre surgem aquelas famosas dúvidas… Como identificar se vale a pena ou não investir em um negócio? Será que a sua ideia realmente vale a pena? Será que ela vai gerar bons lucros? Antes de você se questionar sobre essas e outras dúvidas, neste artigo vamos te explicar sobre os indicadores de viabilidade são mais importantes para você que deseja iniciar um novo projeto ou até expandir o atual. Boa leitura!  

O que é o estudo de viabilidade de um negócio?

Não é novidade para ninguém que empreender, principalmente nos dias atuais, exige muito mais que apenas tempo e dinheiro, como também estudo, testes e muitas análises. É comum ver muitos empreendedores terem ideias de negócios perfeitas, mas que na prática não funcionam. Para resolver algumas dessas necessidades, existe o que chamamos de viabilidade de um negócio. Trata-se de um estudo realizado para identificar se a ideia é, de fato, lucrativa. Para se chegar a esse resultado, são avaliadas várias características que possuem o objetivo de diminuir os riscos que surgem pelo caminho, principalmente porque é nesse trajeto que surgem outros desafios. Dessa forma, calcular a viabilidade financeira também é fundamental para analisar se todas as entradas de recursos vão superar os investimentos feitos ao longo dos processos e se todos os investidores serão remunerados de forma, ao mínimo, esperada. Porém, a aflição de muitos empreendedores é conseguir calcular a viabilidade na prática. Principalmente porque na hora de abrir o próprio negócio o esperado de muitos empreendedores é que a ideia dê certo e, claro, traga lucros. Mas justamente por não realizarem o estudo de viabilidade acabam que os resultados vão muito contrários às expectativas. E é aí que começam os momentos de frustração e questionamentos se realmente vale a pena seguir com a ideia. Ao pular essa etapa tão importante, os riscos de prejuízos são altos e, sendo assim, aumentam-se também as chances da empresa entrar em processos de falência. Exatamente por isso, caso você esteja necessitando abrir o próprio negócio, acompanhe as dicas deste artigo. Aqui, vamos te explicar a calcular a viabilidade do seu negócio e a conhecer todos os indicadores essenciais no vocabulário de quem deseja investir e transformar ideias em negócios prontos para encarar os desafios do mercado. Confira os próximos tópicos.  

4 indicadores para calcular a viabilidade de um negócio

Para calcular a viabilidade do negócio, existem alguns indicadores que sempre precisam ser mensurados e acompanhados de perto. São eles que vão trazer dados importantes para traduzir todos os investimentos que estão sendo feitos. Confira 4 deles abaixo:  

#01. Valor Presente Líquido (VPL)

Um indicador bem importante para quem deseja começar a calcular a viabilidade de um negócio é o Valor Presente Líquido, abreviado como VPL. O principal objetivo desse indicador é analisar se o modelo de negócio trará lucro para os valores sempre atuais da empresa. Ou seja, na prática, a intenção é calcular o valor presente de pagamentos futuros. Ao realizar esse cálculo, é possível identificar se o lucro que se esperava receber realmente valeria a pena no hoje, assim é possível identificar os valores dos recebimentos que estão por vir. Onde as siglas representam:
  • FC = Fluxo de caixa
  • TMA = Taxa mínima de atratividade
  • j = período de cada fluxo de caixa
  Fazendo o cálculo e chegando ao resultado positivo, é possível que a empresa esteja se desenvolvendo de forma correta.  

#02. Taxa Mínima de Atratividade (TMA)

Essa é mais uma taxa bem importante para quem busca calcular a viabilidade de qualquer negócio, isso porque ela se refere ao percentual mínimo de retorno esperados dos investimentos feitos para produzir a modelagem do negócio. Antes de você começar a idealizar uma fórmula para calculá-la, é importante ressaltar que não existe um único caminho para isso, afinal a TMA pode ser baseada em diferentes fatores. Em muitas ocasiões ela é calculada com base na taxa Selic, básica da nossa economia. Por isso, caso a empresa não consiga gerar o retorno esperado superior à taxa Selic, conforme o esperado, o indicado é que não vale a pena investir no projeto do ponto de vista totalmente financeiro.  

#03. Taxa Interna de Retorno (TIR)

A taxa Interna de Retorno também é indispensável para verificar a viabilidade econômica de empresas. Ela se refere ao percentual de retorno que é pretendido obter sobre o valor investido no no negócio. Na hora de calculá-la, é seguida a seguinte lógica: Se a TIR for maior que a TMA, o investimento com certeza deve ser aceito, mas, caso contrário, ele será rejeitado. No geral, os investidores sempre preferem que os projetos possuam a maior diferença possível entre a taxa requerida e a taxa interna de retorno, dessa forma ela será mais economicamente viável.  

#04. Payback

Esse último indicador é usado para identificar o quanto de tempo deve ser necessário para recuperar o dinheiro investido na empresa. O cálculo também varia. Afinal, ele depende da projeção do fluxo de caixa mensal. Por exemplo: se o investimento inicial for de R$10 mil e o fluxo de caixa correspondente mensal é de uma média de R$1 mil, em cerca de 10 meses será possível recuperar o valor investido. Caso o Payback seja muito longo, alguns especialistas alertam que a qualidade do investimento também pode ser baixa.  

A importância da viabilidade do negócio

De nada adianta ter uma ideia super inovadora se ela não atende às expectativas do mercado, certo? Sendo assim, é primordial que além da modelagem de negócio perfeita, você busque aplicar estudos de viabilidade. Afinal, algumas de suas vantagens são:
  • Permite testar as ideias: verifique se ela de fato é efetiva e se vai chamar a atenção de possíveis clientes e investidores;
  • Análise de riscos: aqui você analisa todos os riscos importantes que poderiam em algum momento atrapalhar o crescimento do negócio;
  • Aperfeiçoamento de produtos e serviços: este é um cenário ideal para ajustar os preços de acordo com as necessidades e as experiências de compras dos clientes.
  Essas são apenas alguns dos inúmeros benefícios de contar com a viabilidade do negócio na hora de tomar qualquer decisão, por menor que ela seja.  

Conclusão

Viu como a viabilidade de negócio é fundamental para empresas que buscam um diferencial e novas chances de expansão no futuro? Afinal, com ela é possível não só pensar no cenário atual, como também traçar o futuro para que os imprevistos sejam os menores possíveis. Sendo assim, comece agora mesmo a aplicar o estudo de viabilidade também no seu negócio! Vários serão os benefícios e as chances de crescimento ainda maiores. E caso você precise de uma ajuda especial em relação a isso, entre em contato conosco! Estamos há 28 anos no mercado oferecendo inovações em áreas como vendas, marketing, finanças, pesquisas, estratégias, etc. Sucesso!

PS Junior[email protected]

ANTERIOR TODOS SEGUINTE

Diagnóstico Gratuito
do seu Negócio

Há mais de 29 anos no mercado, especializada em projetos de consultoria em gestão, a PS Júnior entrega projetos de qualidade que potencializam os resultados do cliente através de soluções únicas.

Nossos Clientes

Durante os nossos mais de 29 anos de experiência em projetos, muita gente já acreditou no nosso trabalho.

  • Cadô
  • Carrier
  • Da Terra Filmes
  • Gerdau
  • Grupo RBS
  • Ipiranga
  • Me Salva
  • Midea
  • O Kido Ki
  • OP Services