ePrivacy and GPDR Cookie Consent management by TermsFeed Privacy Policy and Consent Generator

Blog

Saiba como melhorar as finanças da sua empresa de forma eficaz e promissora

16 de setembro de 2021

Você sabia que 21% das empresas no Brasil quebram após o primeiro ramo de atividade? Esse dado bastante alarmante é do estudo Democracia das Empresas e Estatísticas do Empreendedorismo, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2019. Vários são os motivos que podem levar uma empresa à falência. Um deles, com certeza, é a ausência de uma gestão financeira eficiente. Afinal, é ela quem faz todo o controle e planejamento das atividades financeiras do negócio, diminuindo risco e identificando oportunidades. Ficou curioso e quer saber mais como isso é possível? Então confira os próximos tópicos. Boa leitura!  

Por que a organização financeira é importante para o crescimento de uma empresa?

Não é novidade para ninguém que ter uma gestão financeira organizada é de extrema importância para diversas empresas, independente dos diferentes ramos de atuação. Principalmente porque com ela é bem mais assertivo administrar todos os recursos financeiros disponíveis, além de fortalecer a ideia de negócio e, consequentemente, pensar em possíveis expansões. Além disso, com as finanças bem organizadas é possível eliminar um mal bastante comum para as empresas: os gastos desnecessários. Quando eles não são analisados, acabam se envolvendo com os necessários e podem representar problemas reais, como ausência de caixa ou foco em um meio de produção incorreto. Outro ponto importante que aumenta a necessidade desse acompanhamento constante são as variações de mercado. Principalmente porque na era digital em que estamos vivendo muitas novidades podem surgir em pouquíssimo tempo. Assim, sai na frente as empresas preparadas para essas mudanças. Isso é bastante perceptível quando paramos para estudar cases de sucessos de grandes organizações brasileiras e também internacionais. Por isso, quanto mais eficiente e participativa for a gestão, com certeza os resultados positivos também serão mais facilmente alcançados. Lembre-se: todo investimento que trará bons resultados, não é um custo. Afinal, de nada adianta ter uma ideia de negócio brilhante se na prática ela não funciona e não traz retorno financeiro. Agora que você entendeu a importância da gestão financeira, chegou o momento de entender quais são os erros mais comuns que empreendedores cometem ao tentar melhorar a saúde financeira do seus negócios e não cometê-los nunca mais. Confira no próximo tópico.  

Erros comuns que você pode estar cometendo hora de estruturar as finanças de uma empresa

Na hora de estruturar um negócio, muitas dúvidas podem surgir. Por isso, confira, abaixo, alguns erros que você não deve jamais cometer na sua empresa:
  • Não analisar desempenhos
É bastante comum que muitos empreendedores não se atentem à importância de analisar informações no dia a dia e utilizá-las para melhorias internas, afinal, isso afeta diretamente o crescimento da empresa. Uma vez que o gestor não presta atenção aos detalhes de desempenho dos fluxos internos, ele não coleta dados importantes para compreender o que está sendo feito e gerando resultados, sejam eles positivos ou negativos. Por isso, não cometa esse erro! Observe minuciosamente cada informação registrada, por mais que elas não pareçam importantes no momento. Essa análise é importante também para observar que a empresa está se desenvolvendo de forma saudável. Planeje-se, colete informações e crie métodos de controle para tudo. Com isso, os resultados aparecerão.  
  • Não ter controle de estoque
Você sabia que o controle de estoque pode ser decisivo para a estratégia de crescimento de uma corporação? Engana-se quem pensa que ter esse cuidado só faz com que a empresa tenha processos organizados. Um estoque bem controlado faz com que custos excessivos sejam reduzidos e novas possibilidades sejam analisadas. Afinal, para ter um fluxo operacional positivo não dá para ter excesso ou falta de itens. É preciso ter tudo bem calculado para que toda demanda seja atendida, bem planejada e, claro, executada.  
  • Não ter operações bem divididas
Uma característica forte de um empreendedor de sucesso com certeza deve ser o conhecimento acerca de todas as operações da sua empresa. Isso porque sem esse conhecimento claro muitas dificuldades podem surgir pelo caminho, inclusive no financeiro. À vista disso, conheça tudo sobre as operações da sua empresa para ter uma noção mais clara do que precisa de fato ser otimizado ou não. Quando os problemas são mais rapidamente identificados, os prejuízos logicamente costumam ser menores.  
  • Misturar finanças pessoais com empresariais
Parece até mentira, mas esse ainda é um erro bastante cometido por gestores, principalmente os que administram pequenos negócios ou ainda estão no início. E, quando isso acontece, os resultados podem ser catastróficos. Primeiro porque não há uma definição clara do que a empresa de fato tem disponível. Ou seja, tudo se confunde, desde os lucros até os custos. Sendo assim, não misture finanças pessoais com as da sua empresa e hipótese alguma. Por menores que elas sejam, essa não é uma estratégia eficiente para negócios que buscam expansão.  
  • Não saber o preço ideal de venda do seu produto ou serviço
Já imaginou ter uma ideia fantástica, validá-la no mercado e, na hora da venda, as expectativas não serem ao mínimo alcançadas? Essa é uma dor que muitos empreendedores sentem “na pele”. E um erro bastante comum que ocasiona todo esse problema pode ser a precificação incorreta. Dessa forma, calcule bem todos os custos (tangíveis e intangíveis) necessários para alcançar o seu produto ou serviço final. Isso fará toda a diferença na hora de calcular os preços de vendas corretos e vão gerar lucros para o negócio. Lembre-se: o seu diferencial para captar clientes não necessariamente precisa ser preço. Qualidade do produto, excelência no atendimento, inovações operacionais… Tudo isso e muito mais pode ser levado em consideração e ser bem mais assertivo.  
  • Negligenciar o capital de giro
O capital de giro, que é a diferença entre os recursos financeiros disponíveis em caixa e a soma de todas as contas a pagar com as despesas, é fundamental para a evolução de um negócio. Se uma organização não possui esse capital estruturado, altas são as chances de prejuízo, como a ausência de capital para manter o negócio funcionando e , consequentemente, a tão temida falência. Sendo assim, toda empresa deve ter uma pessoa ou equipe responsável por acompanhar isso para que nada saia do esperado e também traçado.  
  • Não gerir os lucros obtidos
Todo mundo gosta de ver a sua empresa crescendo e obtendo lucros, não é mesmo? Porém, é muito importante saber gerir esses lucros para que eles não se transformem em problemas futuros, ou melhor, em dívidas futuras. Na hora de destinar o que foi obtido lembre-se, também, de reinvestir. Isso é fundamental para que a empresa continue em um ritmo bom, gerando mais oportunidades. Quando o que é lucrado só é destinado somente a outros custos a empresa tende a ficar comprometida e não terá uma renda disponível para possíveis imprevistos que surgem no decorrer dos processos. Sendo assim, tenha um visão estratégica e atenção aos lucros.  

Conclusão

Viu como alguns detalhes podem ser primordiais para determinar o crescimento de uma empresa? Por isso é importante ter equipes para desempenhar bem cada função pertencentes à gestão financeira. Com planejamento, inovação e atenção é possível alcançar grandes objetivos. Por isso, coloque em prática tudo que você aprendeu neste artigo e comece agora mesmo a estruturar também a saúde financeira da sua empresa. Sucesso!

PS Junior[email protected]

ANTERIOR TODOS SEGUINTE

Diagnóstico Gratuito
do seu Negócio

Há mais de 29 anos no mercado, especializada em projetos de consultoria em gestão, a PS Júnior entrega projetos de qualidade que potencializam os resultados do cliente através de soluções únicas.

Nossos Clientes

Durante os nossos mais de 29 anos de experiência em projetos, muita gente já acreditou no nosso trabalho.

  • Cadô
  • Carrier
  • Da Terra Filmes
  • Gerdau
  • Grupo RBS
  • Ipiranga
  • Me Salva
  • Midea
  • O Kido Ki
  • OP Services